categorias: Bares, Onde Ir, Restaurantes

Almoço no Restaurante Giratório + Petiscos e chopps no Galindo

Olá novamente! Acho que vocês vão ver muitos posts nos próximos dias. Rs
Eu sou do tipo que, quando viaja, bate perna e experimenta tudo que é local. Acho que a gastronomia também é uma forma de conhecer a cidade. No post de hoje vou começar falando sobre o restaurante Giratório.

Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório
Ele fica localizado no bairro de Providência, um dos mais chiques da cidade. Muito prédios modernos, lojas, cafés e restaurantes. O diferencial desse restaurante não é exatamente a comida, mas o fato dele girar. Isso mesmo: GIRAR! Você começa com uma vista e termina com outra.  É divertido e interessante. Só não dá para exagerar no vinho para não sair trocando as pernas. Hahahahaha! Em média demora 1:20 para dar uma volta completa, 360 graus. Sugiro ir no horário de almoço, quando com o dia claro vocês poderão ter uma vista melhor da cidade.
Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório - Vista
Vamos à comida:
Os preços não são convidativos, mas vou dar uma dica de ouro: existe menu executivo! Lógico que se você não pedir, o garçom não vai lhe mostrar o cardápio, pois eles querem vender os pratos individuais que são bem mais caros. Vamos ao nosso menu executivo?
Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório - Menu Executivo
Imaginaram qual foi minha escolha? Quem vem lendo os posts já deve imaginar, mas se você começou a ler agora eu repito: Chile = peixe e frutos do Mar. Precisa falar mais alguma coisa? Escolha feita, vamos às fotos dos pratos:
Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório - Entrada
Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório - Prato Principal
A entrada e o prato principal estavam bons. Nada de excepcional a não ser pelo risoto que estava maravilhoso. Combinou muito bem com o salmão grelhado.
De sobremesa eu escolhi o sorvete com calda de chocolate e minha amiga o cocktail de frutas. Bem básicas, nada demais.
Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório - Sobremesa - Sorvete
Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório - Sobremesa - Mix de frutas
Depois fomos dar mais uma voltinha pelo centro, ver a Catedral metropolitana de Santiago, o prédio dos correios e demais prédios históricos. Ainda fomos presenteados com uma apresentação de dança típica por artistas de rua.
Culpada Confesso - Carol Marques - Restaurante Giratório - Artistas de Rua
Depois disso foi #PartiuApartamento com objetivo de descansar para sair mais tarde. À noite resolvermos ir a um boteco dos mais conhecidos de Santiago: o Galindo. Devo admitir que fui no Galindo logo que cheguei, mas como não havia comido nada em especial, deixei o post para quando retornasse. Embora seja muito famosa por seus vinhos, Santiago é uma capital cervejeira. Vários bares produzem sua própria cerveja, a exemplo do Galindo.
Tive oportunidade de provar 2 chopps, um chopp Kross 5 envejecido em roble e um chopp Galindo Âmbar Ale.
Culpada Confesso - Carol Marques - Galindo - Canecas de chopp
Além dos chopps provamos uma das comidas mais típicas do Chile: Pastel de Choco. Aviso logo que não tem nada a ver com o nosso pastel, mas por outro lado lembra uma outra comida típica nordestina: o escondidinho.
Culpada Confesso - Carol Marques - Galindo - Pastel de Choco
Culpada Confesso - Carol Marques - Galindo - Pastel de Choco - Detalhe
Choclo é milho! O milho é um ingrediente tradicional na cozinha chilena.  Nesse prato ele é servido como purê que cobre ou esconde, um mix que leva carne moída, frango, ovo cozido, azeitonas e passas. Não faça cara feia para essa mistura um pouco inusitada para nós. Eu também achei estranho a princípio, mas tenho que admitir que é muito exquisito, ou saboroso em bom português.
Desbravado mais um petisco local! Vamos em frente! Ainda vem coisa boa por ai. A viagem é longa e ainda tenho que atravessar os Andes para ir a Mendoza.
Inté!

Deixe seu comentário