categorias: Outras confissões

No dia da festa dele, São Cosme quer caruru!

É só falar em São Cosme e São Damião que eu lembro da música:

“São Cosme mandou fazer duas camisinha azul

No dia da festa dele, São Cosme quer caruru!”

Cosme e Damião by Ana Pinta – Flickr

Hoje é dia dos santos gêmeos e, aqui na Bahia, muitos devotos oferecem comida baiana, o Caruru de Sete Meninos, em retribuição por alguma graça alcançada. A refeição inclui: caruru (sim, claro, né?), vatapá, farofa de dendê, arroz branco, galinha de xinxim, feijão fradinho, feijão preto, banana da terra frita, inhame, pipoca, coco, acarajé, abará, rapadura… Em geral, não há restrição de convidados, cada pessoa que foi chamada pode levar outra. Aí vocês já sabem, né? No dia do caruru a casa fica cheia! Os sete meninos são os primeiros a comer, num rito específico relacionado com o candomblé, adaptado por cada anfitrião. Não vou entrar muito em detalhes, mas um dia ainda trago um especialista pra explicar melhor isso tudo aqui, tá?

Culpada, Confesso - Caruru

Outras pessoas pagam suas promessas distribuindo doces para crianças. Minha mãe já fez isso: comprava vários tipos de doces na bomboniere, nós dividíamos em pacotes e distribuíamos no dia seguinte. Confesso que eu já trabalhava ansiosa, esperando que sobrassem alguns!

Candy Dandy by mediaplus_sy – Flickr

Mas o tempo passou e já não ganho mais doces… Snif, snif… Ainda bem que nada me impede de ir à bomboniere, né?

Deixe seu comentário