categorias: Bares, Onde Ir

Comida di Buteco 2018: Começando pelo Bar Xique Xique

Antes tarde do que nunca, já diz o ditado. Após uma semana em terras Portenhas desembarquei em Salvador com “fogo no olho” de peregrinar pelo Comida di Buteco. Isso porque no ano passado eu também estive ausente devido a outra viagem (acho que preciso “bloquear” abril dos meses possíveis de viajar Rs).

Mas o importante é que eu voltei e pretendo recuperar o tempo perdido. E para começar com pé direito, nada melhor do que ir no campeão de 2017, o Bar Xique Xique. Eu conheci a história de Sandro em 2017 na festa de encerramento do Festival, quando por coincidência, sentei na mesa ao lado da sua e um casal de amigos dele fez questão de contar. Nascido em Xique-Xique, ele saiu do sertão e abriu uma barraca de praia, mas com a retirada das barracas da orla pela Prefeitura teve que recomeçar do zero no bairro dos Barris. Sete anos depois participou pela primeira vez do Comida di Buteco consagrando-se campeão.

Bar Xique Xique recebendo prêmio Comida di Buteco

Ano novo, tudo zerado e como sempre temos novos concorrentes ávidos por uma vitória  e velhos conhecidos como o Caranguejo do Pascoal e o Bar Koisa Nostra (Internacionais) que conquistaram há muito tempo o paladar dos soteropolitanos.

Mas vamos ao que interessa: o Xique Xique

Sabe aquela expressão:  “vestir a camisa”? O Xique Xique vestiu a camisa do Comida di Buteco e se empenhou nos detalhes. A começar pelo cardápio apenas do petisco explicando detalhadamente o prato e uma “carta de molhos”.

O site oficial do Festival informa que o petisco acompanha molho chimichuri, mas você pode escolher 3 opções para acompanhar e foi o que fizemos. Os escolhidos foram “Respeita Januário”, “Ervas do Sertão” e “Meu Alazão”, repare que até os nomes fazem referência ao universo das músicas cantadas por Gonzagão, o grande homenageado.

Molhos Bar Xique Xique

Petisco Concorrente:

O Sandro fez questão de ir na nossa mesa explicar a concepção do prato. O formato de cada salgado faz referência a uma música do cantor. O travesseiro (esse com gergelim), vem da música “Vou te matar de cheiro”, do trecho: “Tô doidinho, prá me deitar naquela cama”.

Deitar, Cama, Travesseiro… sacou a  ideia?

A trouxinha (ao lado do tomate) é da música “Pau de Arara”, quando ele diz que: “Quando eu vim do sertão, seu môço, do meu Bodocó. A malota era um saco e o cadeado era um nó”. É a mala do sertanejo amarrada num pedaço de pau. Não dá pra negar que os caras foram a fundo nas músicas do rei do baião e tentaram traduzir som em sabor.

E já que falamos de sabor, afinal beleza não põe mesa, e estamos aqui para que nossos paladares sejam agraciados, acho que posso dizer que não foi um petisco que atendeu as minhas expectativas. Achei a massa, feita com aipim, um pouco pesada e o sabor do cordeiro ficou escondido. É uma porção de tamanho relativamente generosa, são 7 salgados pelo preço de 25,90 (preço fixo do festival) e por ser uma massa pesada acaba “empapuçando” um pouco, principalmente se for para comer acompanhado por uma cerveja (Devassa R$ 8,50). Esta por sinal veio não muito gelada na primeira, mas corrigida rapidamente por Adelson, nosso garçom. Atendimento e limpeza é um ponto muito positivo do bar, pois todos foram muito atenciosos e prestativos.

Cerveja Devassa

Sobremesa

De brinde, ainda ganhamos a tortinha do patrocinador Dona Benta que leva canela na massa e tem recheio de um “brigadeiro de milho”. Como não sou fã de milho, eu apenas experimentei uma pontinha, mas minha irmã comeu tudo e achou maravilhosa!

sobremesa bar xique xique

Outras Considerações

O bar tem uma pimenta própria trazida diretamente de Xique-Xique e não está a venda. Tenha cuidado porque ela é realmente perigosa. Mesmo gostando de pimenta tive que dar o braço a torcer devido ao ardor. É daquelas pimentas saborosas, mas no esquema “só os fortes sobreviverão”.

Pimenta do Xique Xique

Embora não tenha atendido as minhas expectativas, o bar vale a visita. Tem muita promoção e nesse dia (quinta), tinha caranguejo de R$ 3,50 e dúzia de lambreta por R$ 14,90. E eles ainda mandam as promoções por whatsaap para os clientes assíduos.

E pra mostrar que vale a pena, me dei ao trabalho de fotografar o cardápio para que vocês possam ver o excelente custo X benefício envolvido. Eu pretendo retornar muito em breve para provar a carne de bode de Xique-Xique.

Bar Xique Xique
Rua Rockefeller, 2A – Barris – Salvador/BA
Telefone: (71) 3343-6098
Instagram: @barxiquexique

Deixe seu comentário