categorias: Bares, Onde Ir

Boteco do Piri e o Perigo das Viúvas em novo endereço

Olá Comunidade Butequeira!

Demorei um pouquinho, mas estou de volta. Semana atribulada, mas a gente sempre consegue tempinho pelo menos para almoçar né?

Se não deu para butecar durante à noite, fui butecar durante o dia, fazendo o petisco do festival de almoço. O escolhido da vez é um destacado concorrente dos últimos anos: o Boteco do Piri.

Culpada Confesso - Carol Marques - Boteco do Piri - Placa

Mas antes de falar sobre a comida, trago-lhes uma notícia importantíssima: O buteco mudou de lugar. Então, se você é um frequentador(a) esporádico(a) como eu, pesquise o endereço certinho antes de ir, pois até o guia impresso do festival ainda conserva o antigo endereço. Agora o Boteco se localiza na Rua Paraíba, n°250, Pituba, uma rua atrás da Manoel Dias, perto da loja Insinuante e da Caixa Econômica.

Culpada Confesso - Carol Marques - Boteco do Piri - Ambiente

O local parece aproveitar a antiga estrutura de um restaurante a quilo, mas com alguns toques de decoração pessoal.

Agora que já estão atualizados, vamos lá:

O petisco desse ano é em homenagem à Jaime, um dos primeiros frequentadores do boteco, filho de Cachoeira-BA que mudou-se para Salvador ainda criança e é um dos fundadores do Bairro de Amaralina (antiga casa do Piri). Jaime casou, teve 5 filhos e depois de viúvo, aos 88 anos, continua arrancando suspiros das amigas viúvas, daí o nome do petisco desse ano:  “Perigo das Viúvas”.  O mix desse ano leva Picanha de Javali, acompanhado de cuscuz de camarão e banana da terra, servido com molho de pimenta com pequi e uma saladinha crua.

Culpada Confesso - Carol Marques - Boteco do Piri - Petisco

Nunca tinha comido carne de Javali e achei realmente diferente trazer uma carne exótica para o concurso. Além disso, Piri continua trabalhando essa mistura de frutos do mar com carnes. Quer mais?  Olha a mistura de sabores: doce (banana), salgado (cuscuz e carne) e apimentado (pimenta com pequi). Tudo muito saboroso como já era de se esperar. Mais um forte concorrente deste ano.

Já ia esquecendo de falar sobre a cachaça. Vá devagar que o bagulho é pesado. Se num guenta… Tenha medo porque a bichinha é forte e levanta até defunto. Eu dei apenas uma bicadinha, para provar, senão ia voltar pro trabalho embriagada. Rs

Para acompanhar, sem erros, pedi uma cerveja Baden Baden que já tinha experimentado no Bagacinho. Eles tem diversas opções de cerveja da Baden Baden, além das cervejas tradicionais encontradas em todos os botecos da cidade.

PROMOÇÃO: Está lá, quase escondida no cardápio, uma promoção vinculada às redes sociais. Se você publicar uma foto do seu prato no Facebook, marcar o Boteco do Piri e conseguir 20 curtidas até o fim do seu almoço, você ganha a sobremesa.

Ainda sobre o novo local…

A única coisa que não me agradou é o fato de que com a mudança de local, o Piri se tornou mais restaurante do que buteco. Para almoçar, o local se tornou mais agradável, comportando a demanda (antes só cabiam 4 mesas na parte coberta). Nesse sentido não vejo mais o Piri como um boteco, mas como um restaurante, o que o desabilitaria a participar do festival.

Nos demais critérios do concurso: higiene, temperatura da bebida e atendimento, nota 10! A turma é sempre simpática e atenciosa e o Piri está sempre lá recepcionando os clientes e trazendo um clima intimista para a casa.

Que venha o fim de semana e mais butecagens até o fim do festival.

Inté.

Boteco do Piri
Rua Paraíba, n°250, Pituba – Salvador/BA
Telefone: (71) 8781-0095

4 comentários

  1. Obrigado…… culpadaconfesso. Sempre uma honra recebê los aqui.
    Esse ano não deu. Amargamos o sétimo lugar no concurso. Um desafio para 2017 .vamos corrigir onde foi que erramos. E tentar voltar ao pódio novamente.
    Portanto convido a experimentar o petisco do próximo ano e nos ajudar a ajustar os detalhes……At…família piri.

  2. ALCIDESIO CHAVES 10.10.2016

    BOTECO DO PIRI
    No dia 06.10.2016 fui ao BOTECO DO PIRI, um barzinho que fica localizado na Rua Paraíba, nº 250, bairro da Pìtuba, Salvador/Bahia para conhecer e, posteriormente, juntamente com minha família e amigos passar a frequenta-lo, tendo em vista ter sido indicado por outro amigo sobre este estabelecimento comercial.
    Ocorre que pra minha surpresa tive um péssimo atendimento discriminatório por parte do garçom e das garçonetes do referido estabelecimento.
    Jamais retornarei a este local e não recomendo nenhuma pessoa a frequenta-lo.
    Realmente é lamentável. Triste Bahiaaaa….

  3. Alcidesio 16.10.2016

    Ambiente altamente discriminatório.
    Não recomendado!i
    Realmente é lamentável.
    Triste Bahia….!

    1. Vania 7.01.2017

      Poderia relatar o que aconteceu? Estive uma vez com meu esposo e minha filha e não tenho nada a relatar, nem positivo nem negativo, nenhum atendimento de excelência nem o pior que já tive. Mas ainda não era nesse novo ambiente. Queremos voltar lá, mas preciso saber se teremos surpresas desagradáveis.

Deixe seu comentário