categorias: Bares, Onde Ir

Botecagem no Imbuí: Caranguejojó e Nova Alegria

Feriadão, cidade meio vazia e uma segunda feira com tempo livre para ser preenchido. O que fazer? Peregrinar mais uma vez pelo Comida di Buteco!

Este ano criamos um pequeno grupo do whatsapp para assuntos relacionados ao Festival. Com regras claras, desde o princípio foi acordado que conversas pessoais eram proibidas e que o mesmo se autodestruirá no dia 14/05, último dia do Comida di Buteco, até porque ninguém aguentaria administrar mais um grupo de whatsapp né? E antes que você pense que um grupo do Comida di Buteco é desnecessário, saiba que é este é um assunto sério para nós, afinal é uma oportunidade de reencontrar amigos, sair da rotina e dos lugares de sempre dando lugar a novos espaços e sabores, então, porque não?

Como bons profissionais de Buteco, segunda-feira pela manhã o grupo foi invadido às 08:13 com a seguinte frase: “ Bom dia! Qual a programação?” Essas 5 palavrinhas foram suficientes para todo mundo se espreguiçar na cama, gerar um burburinho e postar suas preferências.

Depois de um amplo debate sobre locais, petiscos e horário resolvemos ir para o Imbuí e, milagrosamente, conseguimos contar com a presença de quase todos os integrantes do grupo, além de outros agregados. Digo quase, pois uma outra regra estabelecida pelo grupo é que não deve haver fidelidade. Se por acaso um integrante resolver trair o grupo e ir com outros colegas, isso não implicará em exclusão, afinal juntar tanta gente dá trabalho e temos que respeitar a programação alheia. Dito isso vamos a nossa primeira parada:

Caranguejojó

O bar é bastante amplo, mas estava bem vazio, afinal era uma segunda-feira, 15h, véspera de feriado ou feriadão para alguns, então já era de se esperar que não tivesse muito movimento.

Mesmo vazio não fez muita diferença para nós, pois éramos um grupo de tamanho mediano, com 6 pessoas, a espera de mais 3. Pedimos uma cerveja e para surpresa geral fomos comunicados que a casa só estava trabalhando naquele dia com Brahma Chopp e Antárctica. Acho que devia ter uns 6 a 7 anos que não bebia Antárctica e mediante tão fraca carta de cerveja não nos restou alternativa a não ser pedi-la.

garrafa cerveja antarctica

Já no primeiro gole pudemos lembrar porque a gente não bebe Antártica há tanto tempo. Nossa Senhora do Puro Malte nos proteja das cervejas de milho transgênico aguaaaaaadas de dar dó. Tentamos mudar para a Brahma chopp e para a nossa decepção a cerveja era tão ruim quanto a Antárctica. Solução? Pedir logo o petisco para dar o fora dali e beber alguma cerveja de verdade.

Petisco

Tenho que admitir que moela ao molho branco me causou certa estranheza, pois já tinha provado moela refogada ao molho ou com vinho, mas molho branco eu nunca consegui imaginar. Quando eu vi a proposta, achei que eram duas coisas que não combinavam, mas ouvi falar de gente que gostou, então, por que não provar?

petisco caranguejojo

O petisco estava bem apresentado, embora até hoje eu me pergunte o que eram aquelas duas cerejas enfeitando o prato. A princípio achamos que eram tomates cereja, mas não… eram cerejas em conserva.

Pulando a parte da cereja, vamos à moela. É um ótimo petisco para acompanhar uma cervejinha, mas achamos que o molho branco não casou muito bem (não foi só a minha opinião). Há de se ressaltar que a moela estava deliciosa, desmanchando na boca. Nesse aspecto, nota 10 para a galera da cozinha.

O grupo que chegou depois apenas beliscou o petisco para experimentar e saber se valia a pena pedir e acabou não se animando e pedindo outra coisa do cardápio. E foi assim que passamos mais 1 hora sendo torturados com aquele líquido feito com milho transgênico, até que quando terminaram os petiscos sugeri que fossemos ao outro bar para finalmente beber uma cerveja que prestasse.

Nova Alegria

Dá para ir andando do Caranguejojó para o Nova Alegria, que está localizado no canal do Imbuí. Depois de tamponado o canal recebeu inúmeros bares, quadras esportivas, praças e uma pista de cooper. Ali a concorrência é acirrada e, logo ao chegar, mesmo antes de atravessar a rua os garçons ficam tentando te levar no grito com as promoções disponíveis. Como já tínhamos pouso certo não demos ouvido à concorrência e fomos direto ao bar.

Assim como o Caranguejojó, o Nova Alegria estava bem vazio, mas em compensação havia uma carta maior de cervejas e promoções. Nesse momento, o nosso grupo se dividiu. Uns optaram pela Heineken e outros pela Einsenbahn (beba 5 e pague 4), muito melhor em gênero, número e grau do que estávamos bebendo antes.

O Petisco

O “Mix do Mar do Alegria” são empanados de salmão, camarão e lula, polvo ao molho, junto com torradinha de alho com azeitona.

petisco nova alegria

A garçonete que nos atendeu disse que era um petisco para duas pessoas, mas acho que dá para ver pela foto que pode ser compartilhado por mais gente. Quanto ao sabor, achei bem temperado, saboroso, mas um pouco oleoso. Vamos admitir que fritura é bom né? Mas boas mesmo são aquelas bem sequinhas que levam crocância ao petisco e não comprometem tanto o nosso colesterol (como se isso fosse possível. Rs).

Sobre o Polvo ao Molho, achamos bem encorpado, mas com sabor muito forte. Acabou não agradando a todos e sobrou no potinho.

Outras Confissões de Buteco

Alguém me explica por que as vendedoras de amendoim torrado insistem em tentar nos empurrar o amendoim assado jogando a porção na mesa sobre um guardanapo e saindo correndo logo em seguida?

Eu acho que deve ter uns 15 anos ou mais que vejo essa estratégia e se me recordo bem ela nunca dá certo. Sem contar as brigas memoráveis sobre “comeu ou não alguns amendoins”. Além disso, eu ainda acho nojento. Aquele amendoim que não foi comido e ficou rolando na mesa durante uns 20 minutos e depois volta para o pote se misturando com os demais que também já passaram por outras mesas… já imaginou?

Foi só um desabafo mesmo porque eu não vejo muitas pessoas consumindo esse tipo de amendoim e fico imaginando como essa estratégia perdura por tanto tempo.

Não vamos mais perder tempo discutindo a origem do amendoim né? Vou ficando por aqui e nos vemos no próximo buteco, ops, texto.

Inté!

Caranguejojó
Rua Estrada Das Pedrinhas, n.3 – Imbuí – Salvador/BA
Telefone: (71) 3506-0541
Instagram: @caranguejojo

Nova Alegria
Avenida Jorge Amado, s/ n – Imbuí – Salvador/BA
Telefone: (71) 3232-2941
Instagram: @nova.alegria

Deixe seu comentário