categorias: Produtos

Axè de Fala. Conhece não?

Por Karla Falcão

O rótulo não indica a composição exata. Diz apenas: Axè de Fala – Uma bebida africana. Se vende na África, não sabemos. O que sabemos é que tomar uma garrafinha te faz viajar pra diferentes lugares sem arredar o pé de Olinda. Sim, de Olinda, pois o Axè não é vendido em qualquer lugar de Pernambuco, quão menos do país! Axè, até onde vão minhas informações, é vendido na Marim dos Caetés. Existem vários fabricantes – todos independentes – sendo o mais tradicional de todos localizado na Rua do Amparo, 62, Amparo, Olinda, onde mora a família Axè, a qual reivindica para si a criação da bebida.

Culpada Confesso - Axè de Fala

Axè de Fala, uma bebida africana que ninguém sabe se vende em algum lugar da África (Foto: Ravi Cavalcanti Bezerra)

Como falei, não há informações no rótulo sobre o produto. Sendo assim, o que danado é o tal do Axè?! Bebida de sabor forte e alto poder embriagador, o Axè é uma cachaça misturada com mel, ervas e diversas outras especiarias, como canela e cravo. É vendida gelada, em uma garrafa plástica, acompanhada por um sachê de mel e dois grãos de guaraná, os quais devem ser misturados antes de apreciados.

Culpada Confesso - Axè de Fala - Estoque

Estoque de Axè: um paraíso na terra (Foto: https://www.facebook.com/AxeDeFala)

Por todo o ano, mas principalmente no período de carnaval, o Axè é consumido por locais, mas também por turistas de outros lugares do Brasil ou mesmo de fora. Diogo, folião pernambucano, quando questionado sobre os efeitos da bebida, falou que ela “ativa as glândulas lombrísticas do cérebro, fazendo a pessoa ter a iminente sensação de estar num ambiente com temperaturas da ordem dos 40°C. Dizem que tem 12% de teor alcoólico, mas eu acredito que tem um zero depois do dois”. Lombrística, para quem não sabe, advém de lombra, que quer dizer viagem ou chapação. [HAHAHAHAHA. Eu tive que rir.]

Culpada Confesso - Axè de Fala - Bloco um axè é pouco

Concentração da prévia do bloco “Um Axè é pouco”, evento de legítimos bebedores de Axè antes e durante o carnaval. (Foto: https://www.facebook.com/umaxeepouco)

Aldo, turista argentino, de Córdoba, compartilhou sua experiência com esta especiaria: “A primeira vez eu tomei o Axè foi no carnaval de Olinda do ano 2015. Eu ainda lembro o momento exato quando bebi a melhor coisa do carnaval. O sabor similar ao anis ou erva doce foi maravilhoso. Eu tenho que admitir que ao início eu tive dúvidas, já que tinha um aspecto estranho nessa botelha pequena e branca, além da mel e sementes duras. Até achei isso era uma droga! (risos) Gringo tonto. Minha experiência foi simples: amei!”.

Culpada Confesso - Axè de Fala - Garrafinhas

Axé não! Axè! (Foto: https://www.facebook.com/AxeDeFala)

Mas, quer saber o que a pessoa que vos fala pensa sobre o Axè? Meu bem, é tão bom que eu vou até te chamar pra tomar aqui no carnaval de Olinda com a gente! Ademais, paro com alarde por aqui, pois como disse outro entrevistado, Tiago, “se esse negócio ficar famoso ele vai ficar mais caro”. Cá entre nós, beber bem e barato é um dos meus propósitos de vida.

1 comentário

  1. Deuzelia 3.01.2017

    Um amigo me falou dessa bebida e estou louca pra experimentar,ele me disse que é maravilhosa por favor vcs poderiam me enviar a receita pra me fazer????
    Desde já agradeço!!!!!

Deixe seu comentário