categorias: Bares, Onde Ir

Aproveitando o feriado: As de Kopas e Bagacinho

Olá comunidade butequeira!

Após o start no Bar Xique-Xique nada melhor do que aproveitar o feriadão prolongado (eu só voltei a trabalhar na quarta-feira) e peregrinar por mais alguns bares participantes do Festival.

É verdade que o tempo não estava muito propício e por várias vezes São Pedro mandou algumas gotinhas de chuva, mas como não somos feitos de açúcar, lá fomos nós avançar mais algumas casas no nosso tabuleiro.

Devido a chuva, não nos animamos a ir muito longe de casa e resolvemos peregrinar pela Barra-Ondina, sendo assim, vamos a nossa primeira parada:

As de Kopas

Primeiro eu preciso admitir que nem sabia da existência daqueles botecos em Ondina e olha que sou frequentadora do Caranguejo de Ondina (para mim um dos melhores caranguejos) que fica bem pertinho. São cerca de 3 box com botecos bem pequenos, mas de coração grande e com alma de buteco e  vocês já vão entender porquê.

Pra começar é um negócio familiar, pois Eron e sua esposa tocam sozinhos o bar.  Eles não possuem funcionários, então são eles que trabalham desde a criação dos pratos até o atendimento. Para completar, os seus clientes são na maioria moradores da redondeza, ou seja, público cativo de buteco que o adota como quintal de casa (eu chamo o meu boteco de quintal de casa. Rs).

Pena que no dia a esposa de Eron não estava presente devido a gravidez, mas foi substituída a altura por Rejane, muito simpática, que nos disse que é amiga de infância, quase prima da esposa de Eron (esqueci de perguntar o nome dela), mas em resumo, “tá tudo em casa”.

Dá pra ver pela foto que o chão estava molhado e as pessoas se aglutinaram tentando se proteger de um possível retorno da chuva, então não deu para saber como é o esquema nos dias comuns, mas em geral fomos bem atendidos e a cerveja Devassa (R$ 8,00) estava bem gelada.

O Petisco

A “Punhetinha do Beco” é um bolinho de tapioca, recheado com fumeiro, banana-da-terra, queijo coalho e requeijão cremoso, acompanhado de uma redução de laranja.

petisco as de kopas

A apresentação do petisco é bem bonita e eles confeccionaram uma baianinha com um torço na cabeça onde se encaixa a redução de laranja. Achei o petisco a cara de buteco: saboroso e preço justo. Só acho que poderia levar um pouquinho mais de fumeiro, o que ajudaria a dar mais contraste de sabor aos elementos doces (a banana e a redução de laranja), mas no geral estava bem gostoso. O preço também merece uma observação, um pouco abaixo do que é estabelecido como limite do festival, então, mais um ponto para eles.

A redução de laranja

Impossível não lembrar mais uma vez André Barsinsk e do “Guia da Culinária Ogra” de São Paulo, pois o Às de Kopas não respeitou o pré-requisitos n° 5 da lista do Barsinsk:

5° Algumas palavras estão terminantemente proibidas nos cardápios: “nouvelle”, “brûlée”, “pupunha”, “espuma”, “lâmina”, “lascas”, “redução” e “contemporânea”.

 

Chame de molho de laranja, mas não me venha com redução que isso aqui não é alta gastronomia, Cordon Bleu ou Master Chef. Ok, Ok, vamos admitir que algumas dessas palavras entraram na nossa cabeça por osmose e quando a gente se deu conta já  estava fazendo parte do nosso vocabulário. Além disso, se você está lendo esse texto, certamente  tem interesse em gastronomia e posso dizer com quase 90% de certeza  que tem o seu programa de TV favorito de gastronomia ( O meu é o da Rita Lobo na GNT).

Mas voltando a nossa redução de laranja, eu quero dizer que ela realmente estava muito boa! Por isso esse pequeno capítulo a parte, afinal não poderia passar despercebida.

reducao de laranja boteco as de kopas

Sou suspeita de falar porque adoro agridoce, mas a ideia de deixar o molho à parte é muito boa, pois agrada “Gregos e Troianos”, na medida em que você  coloca o molho se quiser, embora eu recomende veementemente o seu uso. rs

Ao final, Rejane nos trouxe umas fitinhas do Bomfim para escolhermos. Aquelas simpatias para agradar o cliente na hora de votar e que faz parte do jogo, afinal, não esqueça que esta é uma competição para escolher o melhor petisco do Festival.

fitas cortesia as de kopas

Bagacinho

Como a proposta era ficar pelas redondezas de casa, o escolhido para fechar o tour do dia foi o Bagacinho, um velho conhecido meu.

Particularmente eu gosto muito da “proposta” do Bagacinho que sempre busca trazer uma novidade. Nas terças tem o “CineBagacinho” com a exibição de curtas de cineastas baianos com curadoria de Alexandre Guena. Tem as “Quintas Especiais” com promoção de cerveja “especial” e chopp artesanal. Almoço no fim de semana com comidinhas tradicionais variadas (pratos que não estão no cardápio, ex. quiabada, feijoada, carne de panela, dentre outras opções), “Gastronomia no boteco” com cardápio especial elaborado por um chef de cozinha e de vez em quando rola música ao vivo, com bandas de jazz e rock. O gastronomia no Boteco e os Shows acontecem esporadicamente, mas vale a pena seguir a programação no Instagram que está sempre atualizado.

O Petisco

Voltando ao que nos interessa de fato, vamos ao nosso petisco que são: coxinhas da asa caramelizada servidas ao molho gorgonzola. Enquanto esperávamos uma amiga, podemos beber algumas devassas geladas escondidos da chuva que mais uma vez voltou a cair. Quando minha amiga chegou, tratamos logo e pedir o petisco e para nossa surpresa ele não demorou muito, mas surpresa mesmo foi quando provamos: estava frio, completamente morno como se tivesse sido preparado e ficasse lá esperando alguém pedir. Lógico que reclamamos e sem questionar levaram o petisco e foram preparar outro na hora.

petisco bagacinho

Nosso segundo pedido veio quente, como deveria, e a nossa decepção sob o tamanho das coxinhas da asa do frango permaneceu. Tudo bem que coxinhas não são uniformes, mas achamos que elas estavam bem mirradinhas, magras, quase sem carne. Há coxinhas mais “cheinhas” no mercado. É ditadura da magreza é? Isso não deve ser aplicado em petiscos, por favor! Abaixo os frangos de dieta!

Sobre o molho, a marinada agridoce estava bem feita, mas o molho gorgonzola estava um pouco mais ralo do que a foto oficial do site e no geral achamos que a ideia do petisco foi boa, mas não nos agradou.

Mas não se desanime, o boteco é ótimo, tem uma boa carta de cervejas especiais e um bom atendimento, daqueles de chamar o garçom pelo nome. No cardápio também tem ótimas opções de petiscos com preços justíssimos! Se não for pelo petisco do festival, vá para um happy hour, prove outros petiscos do cardápio e depois volte aqui para dar sua opinião. Não somos uma central de atendimento, mas sua opinião é importante para nós!

Pra finalizar, não foi dessa vez que o Bagacinho conquistou meu paladar nesse Comida di Buteco, mas não por isso deixarei de frequentá-lo, pois o Festival só dura um mês e há muita coisa além dos petiscos concorrentes.

Inté a próxima!

As de Kopas
Rua Doutor Helvécio Carneiro Ribeiro, Box 3 – Ondina – Salvador/BA
Telefone: (71) 9 9146-4664
Instagram: @botecoasdekopas

Bagacinho Boteco
Rua Comendador Bernardo Catarino, 171 , LT15- Barra – Salvador/BA
Telefone: (71) 3264-0051
Instagram: @bagacinhoboteco

1 comentário

  1. Cristal 7.05.2018

    Agora fiquei com muita vontade de ir no As de Kopas!

Deixe seu comentário